Celulite: o que é? Os tipos? Mitos ou verdades? como tratar?

A celulite é um termo utilizado mundialmente para se referir a um quadro clínico que está presente em praticamente 100% das mulheres em alguma fase da vida. Esse quadro se caracteriza por alterações do relevo da pele que conferem à superfície desta um aspecto de casca de laranja ou acolchoado. Ocorre mais nas nádegas e coxas e em mulheres após a adolescência. Cerca de 90% das mulheres têm celulite e as outras 10% acham que têm, mas é bom frisar que mesmo estas que ainda não tem, estão sujeitas a ter celulite em algum momento da vida.

Para compreender melhor este processo, vamos falar primeiramente as noções básicas sobre o sistema circulatório. O sangue “limpo” é impulsionado pelo coração através das artérias. Em seu trajeto estas artérias vão se subdividindo, e por via de conseqüência tendo seu calibre estreitado, até chegar ao diâmetro de um fio de cabelo (capilares), cujas finas paredes permitem um contato íntimo entre o sangue e os tecidos. Através dos capilares arteriais, o sangue leva o oxigênio e os nutrientes necessários ao funcionamento adequado do organismo. Ao contrário, os capilares venosos “recolhem” os dejetos e as toxinas, encaminhado-os aos órgãos encarregados de eliminá-los do circuito. Podemos dizer que a união dos capilares arteriais com os capilares venosos, ocorre no tecido conjuntivo no momento em que o sangue arterial oferece alimento e oxigênio e incorporam resíduos e toxinas. Relacionemos, se existe uma deficiência de irrigação sanguínea (originando por diversos fatores que o médico deve identificar e diagnosticar), ocorre uma sobrecarga de toxinas superando a capacidade normal de eliminação dos capilares venosos, que leva a falha de sincronia do sistema, alterando então o equilíbrio funcional do tecido. Esta alteração denominada “celulite”.

Classificação da Celulite:

Segundo o tipo: Generalizada (por todo o corpo) ou Localizada (somente em um determinado local no corpo).

Segundo a consistência: Dura (afetam pessoas jovens, de vida ativa, necessita de pinçamento no local pra conseguir visualizar, geralmente com estrias). Edematosa (é precoce e com membros inferiores totalmente deformados) e a Flácida (afetam pessoas sedentárias ou pós perda de peso, geralmente com nódulos).

Segundo a intensidade: Grau I: (Aparentemente sem derformação, com presença de deformidade na área afetada somente quando submetida à pressão. Não há alterações circulatórias. Se tratada aqui, as chances de melhora são de 100%). Grau II: (Compressão dos vasos sangüíneos e linfáticos, aumentando o volume celular e acumulando toxinas. As alterações na pele já sejam visíveis e palpáveis, sem dor. Nesse estágio, a possibilidade de melhora é de 80%). Grau III: (Aparecimento de nódulos subcutâneos, visíveis na superfície da pele, pele em casca de laranja Estas alterações provocam o endurecimento do tecido gorduroso, maior deficiência circulatória e maior acúmulo de toxinas. Pode ser dolorosa quando apertada. Mesmo assim, ainda há 60% de chances de melhora). Grau IV: (O tecido fica endurecido e doloroso e, a circulação sangüínea já está bastante comprometida. Esse grau afeta mais as pessoas que já acumulam complicações de saúde como diabete e obesidade. A expectativa de melhora é de 30%).

MITOS E VERDADES

Refrigerante causa celulite? Por quê?
Os alimentos calóricos, incluindo os refrigerantes e os doces em geral, favorecem o ganho ponderal e o acúmulo de gordura localizada, o que pode agrava a celulite. Os refrigerantes devem ser evitados pela grande quantidade de açúcar, mas não por causa do gás contido nessas bebidas. Preferencialmente, os refrigerantes devem ser substituídos por suas versões diet/light, por água, com ou sem gás, ou por sucos naturais.

Beber água evita a celulite? Por quê?
Primeiramente, o consumo de água é importante para a saúde em geral. Porém, até o momento, nenhum estudo científico demonstrou que o aumento da ingestão de água pode prevenir ou melhorar a celulite.

A celulite pode ser tratada com cirurgia?
A celulite de grau avançado pode ser tratada através de uma técnica minimamente invasiva, a Subcision®.

Anticoncepcional piora a celulite?
O estrogênio (hormônio feminino) está relacionado à celulite. As principais evidências que apóiam esta questão são: a celulite acomete mais em mulheres do que em homens; o seu início é após a puberdade; ela piora na gestação e durante o uso de anticoncepcionais ou reposição hormonal estrogênica.

Cigarro causa celulite?
Definitivamente não. A Dra. Doris possui mais de 2 mil pacientes com celulite em grau avançado e 90% deles não fumam! Claro que o cigarro faz mal a saúde e provoca alterações no organismo, mas nenhum estudo científico comprovou que o cigarro é também uma das causas do surgimento ou agravamento da celulite.

E o álcool?
Geralmente, as bebidas alcoólicas ou drinks são bastante calóricas, favorecendo o ganho de peso corporal, o que pode piorar o aspecto da celulite.

Celulite tem cura?
Celulite pode ser tratada, melhorada e controlada através de muitos tratamentos. Para todos os graus de celulite, emagrecimento e controle de peso ajudam bastante. Para as celulites leves, caracterizadas pela casca de laranja, alguns tratamentos com cremes e géis contendo princípios ativos podem ser úteis, além de alguns tratamentos por equipamentos. Mas, para os graus avançados, a Subcision® a única técnica que realmente oferece resultados marcantes e persistentes.

Chocolate dá celulite? Por quê?
Todos os alimentos calóricos, que engordam e, principalmente aqueles alimentos que contém gorduras e açúcares, podem causar celulite. O chocolate está nesta lista!

Cremes eliminam a celulite?
Os cremes são coadjuvantes importantes aos outros tratamentos no combate à celulite, pois apresentam em sua composição substâncias que promovem a quebra da gordura, a estimulação do fluxo sangüíneo e a drenagem linfática, além da suavização da superfície da pele, ou o conhecido aspecto de “casca de laranja”. Entretanto, eles têm uma capacidade limitada de alterar a estrutura do tecido gorduroso e penetrar até o tecido subcutâneo e, por isso, precisam ser associados a outros tratamentos.

Como tratar?

Tópico importante desta matéria, pois há diversas terapias que prometem eliminar o mal literalmente pela raiz. Os métodos vão desde injeções de substâncias que dissolvem a gordura até o descolamento das depressões com o uso de uma agulha, passando por cremes, géis e medicamentos via oral, CUIDADO!!!.

Os mais recomendados pelos dermatologistas, porém, são: drenagem linfática, aplicação de laser, lipoescultura (técnica que retira a gordura de determinada parte do corpo e aplica em outra) e o manthus (ultrassom associado a uma corrente elétrica; os triglicerídeos são fracionados e eliminados pela urina). Qualquer um deles requer acompanhamento médico e fisioterapêutico – já que o tratamento muda de acordo com o paciente – e devem ser combinados a alimentação equilibrada, perda de peso e, claro, exercícios. Só a associação de várias técnicas faz com que tenhamos sucesso no tratamento da celulite.
Obs: A massagem rápida, profunda está contra-indicada a mulheres portadoras de Celulite devido a fragilização das paredes dos capilares venosos, eles encontram espremidos entre as células adiposas, gelificadas. O combate à Celulite é a DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL.

Autor: Melina Caniçali

Written by

Dra. Melina Caniçali

76 Posts

Bem vindos! Meu nome é Melina, sou nascida e criada na Bahia, Brasil, Fisioterapeuta por formação e atualmente resido em Orlando, Florida, Estados Unidos. O blog tem o objetivo de levar conteúdo simples capaz de transformar sua vida. Espero que goste. Deixe sua mensagem! Mel
View all posts

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *